RESENHA - A GAROTA NO TREM | PAULA HAWKINS

dezembro 14, 2016

A Garota no Trem - Paula Hawkins
Título Original: The Girl on the train
Autora: Paula Hawkins
Número de Páginas: 378
Editora: Record
Sinopse: Todas as manhãs Rachel pega o trem das 8h04 de Ashbury para Londres. O arrastar trepidante pelos trilhos faz parte de sua rotina. O percurso, que ela conhece de cor, é um hipnotizante passeio de galpões, caixas d’água, pontes e aconchegantes casas. Em determinado trecho, o trem para no sinal vermelho. E é de lá que Rachel observa diariamente a casa de número 15. Obcecada com seus belos habitantes – a quem chama de Jess e Janson –, Rachel é capaz de descrever o que imagina ser a vida perfeita do jovem casal. Até testemunhar uma cena chocante, segundos antes de o trem dar um solavanco e seguir viagem. Poucos dias depois, ela descobre que Jess – na verdade Megan – está desaparecida. Sem conseguir se manter alheia à situação, ela vai à polícia e conta o que viu. E acaba não só participando diretamente do desenrolar dos acontecimentos, mas também da vida de todos os envolvidos. Uma narrativa extremamente inteligente e repleta de reviravoltas, A garota no trem é um thriller digno de Hitchcock a ser compulsivamente devorado.


A Garota no Trem é um dos maiores fenômenos editoriais dos últimos tempos, o thriller psicológico The Girl on the train, de Paula Hawkins, surpreendeu até mesmo seus editores e a própria autora, em menos de um mês, o livro – que vem sendo comparado pela crítica a uma mistura de Garota Exemplar e Janela Indiscreta – ultrapassou a impressionante marca de 500 mil exemplares vendidos e alcançou o primeiro lugar nas listas de mais vendidos em todos os países em que foi publicado (Reino Unido, Irlanda, EUA e Canadá) desde seu lançamento. A trama, que gira em torno do desaparecimento de uma jovem mulher, contém três narradoras femininas duvidosas, conquistou muitos fãs como por exemplo o mestre do mistério Stephen King, que publicou em sua conta do Twitter que o “excelente suspense” o manteve acordado a noite inteira: “a narradora alcoólatra é mortalmente perfeita”.

Falar desse livro é bem complicado, porque ele é como um divisor de barreiras, tem uns que amaram e uns que odiaram. É do gênero policial, com personagens femininos complexos que fogem do estereótipo de vítimas ou megeras, nos envolve em uma trama que cria suspense a partir de evoluções psicológicas sutis e dinâmicas ardilosas sobre casamento e relacionamentos. 
Nunca entendi como as pessoas podem negligenciar com tanta frieza os danos que causam ao seguir o que manda o coração. Quem foi que disse que fazer o que o que manda o coração é uma coisa boa? É puro egocentrismo, um egoísmo de querer ter tudo. pág 44.
A escrita da autora tem capacidade de trazer a intensidade das emoções de suas personagens e isso consegue impactar o leitor. Rachel e Megan, principalmente, são mulheres enfrentando conflitos internos e situações bastante delicadas, de forma que somos envolvidos e levados para dentro de suas mentes. Simplificando, são três mulheres - Rachel, Megan e Anna - três histórias e três pontos de vista, que na minha opinião deixou o livro fascinante.

Apesar dos mistérios da trama, logo imaginei qual seria o desfecho da estória, mais o caminho que a autora conduz tudo é surpreendente! De qualquer forma não fiquei sem o encanto final, porque descobrir o que vai acontecer não significa que você sabe como vai acontecer. 😉
Resenha = A Garota no Trem - Paula Hawkins
A leitura pra mim foi envolvente, viciante e sim, assustadora! O livro da tem adaptação cinematográfica, confere aqui um dos trailers.
Você já leu ou assistiu A Garota no Trem? Conta aqui pra mim. Aproveita e me acompanha nas redes sociais para não perder nada.
Instagram | Twitter | Fanpage | Youtube | Skoob | SnapChat nane.989

Você Pode Gostar Também

7 comentários

  1. É como vc falou Nay, tem gente que ama, tem gente que odeia. Eu vi o filme no cinema, e confesso que esperava MUITO mais. Porem, jamais baseio uma historia pelo filme.Fiquei imaginando a historia no livro, e ler as descobertas (como o final ) deve ter sido interessante!! Beijos amiga. Sya resenha ficou ótima !

    ResponderExcluir
  2. Oi nay eu sou uma das que não gostou. Não sei se o filme não foi fiel ao livro. Que as vezes acontece, mais eu odeie o filme. Bjo miga

    ResponderExcluir
  3. A Garota no Trem me surpreendeu bastante tbm e não foi nada previsível, o final pra mim foi uma grande reviravolta. Muito boa a sua resenha e eu to querendo muito assistir a adaptação para os cinemas, mas por enquanto não achei em lugar nenhum pra assistir na internet em boa qualidade.
    Beijoo, www.apenasleiteepimenta.com.br

    ResponderExcluir
  4. Você descreveu a emoção que tive em ver o trailer, já quero ler, gosto de livros do genero policial, amei sua resenha, beijos!

    ResponderExcluir
  5. Eu já tinha ouvido falar desse livro antes, porém ele não tinha me chamado muita atenção. Bom, parabéns pela resenha!!

    Sonho Inverossímil

    ResponderExcluir
  6. Estava esperando por essa resenha rsrsrs
    Estava com vontade de ler, e agora estou mais ainda! Me interessei pela história desde que vi pela primeira vez na livraria, ainda não assisti o filme quero ler o livro primeiro! Amei o post!

    ResponderExcluir

Lista de Desejos / Livros

  • Anjos e Demônios - Dan Brown / Lendo
  • Fortaleza Digital - Dan Brown
  • Ponto de Impacto - Dan Brown
  • O Símbolo Perdido - Dan Brown
  • O Lado Bom da Vida - Matthew
  • Orgulho e Preconceito - Jane Austen
  • A Procura de Audrey - Sophie Kinsella

No Facebook

No Twitter