DEPOIS DE LA LA LAND, CANTANDO ESTAÇÕES

depois-de-la-la-land
Imagem: tecendoatrama.com
Incrivelmente massante, mágico e realista.

Devo começar explicando que não sou fã de musicais, então de início já tive resistência até mesmo para assistir. Sou muito fechada para novas possibilidades, principalmente de preferências quanto a filmes e livros. Sim, eu julgo o livro pela capa, e confesso que é um grande defeito.

O filme é um musical americano com direito a sapateado e coreografias em cima de carros, com aquele típico ar 'é tudo normal, faz parte do dia a dia'. Falando dos personagens - Sebastian é pianista e sonha em ter o seu próprio Jazz Club e Mia é uma aspirante a atriz que por enquanto trabalha em um café de um grande estúdio.

DEPOIS-DE-LA-LA-LAND-CANTANDO-ESTAÇÕES
Imagem: Revista Interlúdio
A magia acontece no céu estrelado, no pôr do sol e nos encontros e desencontros amorosos. Assistindo você consegue entrar por um portal que te leva a ilusão de anos dourados, românticos, mais incutido no atual. 

A realidade é vista nos momentos em que você percebe que o sucesso e a realização pessoal e profissional tem um preço a ser pago, e que preço... o que te leva a se perguntar: Será que eu faria as mesmas escolhas? O que seria mais importante? O tempo e as escolhas nos fazem ver o quão pesados os dois podem ser, ou não. O passado pode vir a tona como se fosse transportado através de uma máquina do tempo.

E toda a nossa vida é poesia, esperança, alegria, lágrimas, dores e delícias dos nossos relacionamentos.

la-la-land-cantando-estações-depois

Escrevendo essa crítica e escutando o cover que a Laís Abdon fez da música City Of Stars (para escutar também clique aqui) me lembrei do poema de Luíz Vaz de Camões que diz:
Amor é um fogo que arde sem se ver;
É ferida que dói, e não se sente;
É um contentamento descontente;
É dor que desatina sem doer.

É um não querer mais que bem querer;
É um andar solitário entre a gente;
É nunca contentar-se e contente;
É um cuidar que ganha em se perder;

É querer estar preso por vontade;
É servir a quem vence, o vencedor;
É ter com quem nos mata, lealdade.

Mas como causar pode seu favor
Nos corações humanos amizade,
Se tão contrário a si é o mesmo Amor?
A música também me fez ver que se pode ter dois sentimentos em relação a La La Land, e são sentimentos completamente opostos, ou você ama ou você odeia.  E fiquei com raiva, porque odeio é muito forte. Pelo simples fato que o filme me fez ver o amor como algo mágico, verdadeiro e único, e sendo único deve ser colocado em primeiro lugar. Mais a realidade me tirou a magia e o encanto. Como pode 'doer'? E com a dor vista eu também vi o quanto massante o filme foi, assim como nossa realidade. Lembre-se, a vida não deve imitar a ficção, é possível ter amor e viver com ele.

Depois de La La Land tive a certeza de todas as boas escolhas que fiz na vida.

Não perca nenhuma novidade aqui do site, me acompanhe nas redes sociais:
Snapchat nane.989 | Facebook | Instagram | Twitter | Youtube | Bloglovin
Comp. no Google Plus

SOBRE Nayane Martins

Sou cearense, casada, 27 anos, mãe da cadela Mel. Amo moda, fotografia, decoração, ler e escrever. Formada em Radiologia e Web Designer. Espero que gostem, entrem e fiquem a vontade!
    Blogger Comment
    Facebook Comment

10 comentários:

  1. Assisto filmes musicais, mas não são os meus preferidos.
    Achei realista sua crítica "a vida não deve imitar a ficção"
    La La Land está na fila de espera dos meus próximos filmes à assistir.

    Beijinhos Nay!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou, muito obrigada... Beijinhos.

      Excluir
  2. Também não gosto de musicais, mas pelas críticas positivas me deu vontade de assistir esse, já quero quebrar também essa possibilidade, amei a crítica, beijos!

    ResponderExcluir
  3. Naaay, muito obrigada por mencionar meu cover!! Agradeço de coração mesmo! E amei sua crítica. Também não gosto muito de musicais, mas La La Land me surpreendeu! A forma como o filme se desenrola e o principalmente como ele termina me deixou bem perplexa e me fez refletir muito também!! Parabéns pelo post!!

    ResponderExcluir
  4. Ainda não assistir, mas vou reservar um tempinho para assistir com o mozão.


    http://www.ocabeloemeuedai.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Em casal é ótimo. Obrigada pela visita.

      Excluir
  5. Você escreve maravilhosamente bem! Amei a crítica! Amoo musicais, esse vai para minha lista de: em breve assistirem! ��

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Iranir, eu amo escrever! Assiste sim.

      Excluir

Obrigada por vir até aqui comentar, isso me deixa muito feliz. É fundamental para mim!